Imprimir

O que previne:

Poliomielite (paralisia infantil).

Do que é feita:

Vacina Oral Poliomielite (VOP) – É uma vacina oral atenuada bivalente, ou seja, composta pelos vírus da pólio tipos 1 e 3, vivos, mas “enfraquecidos”. Contém ainda cloreto de magnésio, estreptomicina, eritromicina, polissorbato 80, L-arginina e água destilada.

Vacina Inativada Poliomielite (VIP) – Por ser inativada, não tem como causar a doença. É uma vacina trivalente e injetável, composta por partículas dos vírus da pólio tipos 1, 2 e 3. Contém ainda 2-fenoxietanol, polissorbato 80, formaldeído, meio Hanks 199, ácido clorídrico ou hidróxido de sódio. Pode conter traços de neomicina, estreptomicina e polimixina B, utilizados durante a produção.

Indicação:

Contraindicação:

Esquemas de doses:

Via de aplicação:

Cuidados antes, durante e após a vacinação:

Nota: A VOP não deve ser administrada em bebês que se encontram hospitalizados. Também não deve ser administrada em crianças que convivem com imunodeprimidos.

Efeitos e eventos adversos:

Nas apresentações combinadas com outras vacinas, os eventos adverso possíveis também se relacionam às outras vacinas que estão combinadas (ver DTPa-Hib-VIP, DTPa-Hib-VIP-HB e dTpa-VIP).

Onde pode ser encontrada:

Resultados da vacinação no mundo:

Cobertura vacinal mundial e número de casos reportados de poliomielite - 1980-2017

Resultados da vacinação no Brasil:

poliomielite: incidência x cobertura no Brasil 1968 - 2017

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn